Caution: JavaScript execution is disabled in your browser or for this website. You may not be able to answer all questions in this survey. Please, verify your browser parameters.
FENPROF

Contratação

ABAIXO-ASSINADO DIRIGIDO AO GOVERNO

Não à contratação direta por escolas ou outras entidades locais

Contratação e ingresso ou transferência nos quadros devem respeitar a graduação profissional dos candidatos


Os professores e educadores rejeitam liminarmente que o recrutamento, em parte ou totalmente, seja da responsabilidade das escolas e agrupamentos, em qualquer modalidade do concurso (contratação, ingresso em quadro ou transferência).

A contratação local não aumenta o número de professores, nem acelera o ritmo da sua colocação, mas, por outro lado, abre portas indesejáveis e cria dependências numa profissão que deverá pautar-se pela autonomia, a exigência e o pensamento crítico.

Experiências anteriores confirmam não ser esse o caminho. Defendem que os concursos tenham âmbito nacional e os candidatos sejam ordenados por graduação profissional em todas as fases e modalidades. O que é necessário é agilizar o recurso às listas para efeitos de colocação e valorizar a profissão para que não faltem professores e haja rejuvenescimento.

(This question is mandatory)
Nome Completo
(This question is mandatory)
Localidade
(This question is mandatory)
Número de BI/CC

Política de privacidade:

Os dados pessoais recolhidos serão utilizados unicamente no âmbito desta iniciativa.